Notícias

SSP esclarece matéria sobre superlotação nas delegacias de Sergipe

A assessoria de comunicação da Secretaria de Estado da Segurança Pública ( SSP) informa que a decisão da Justiça foi recebida  na última segunda-feira, 25 . O caso já foi analisado pela assessoria jurídica e comunicado à Superintendência da Polícia Civil. A assessoria jurídica analisa a situação. A Superintendência terá 30 dias para cumprir a determinação judicial e vai verificar junto ao sistema penitenciário a possibilidade de transferência, em virtude da quantidade diminuta de vagas nos presídios de Sergipe. Diferente do que foi dito na matéria exibida pela TV Sergipe, essa não é uma realidade do estado de Sergipe, muito pelo contrário. Há quatro anos, tínhamos quase 900 presos nas unidades policiais sergipanas, hoje temos apenas 313, sendo 278 em Aracaju, com o restante no interior. Por uma decisão da...

Continue lendo

SSP aponta erros em dados relativos a violência em Sergipe

A Secretaria de Estado da Segurança Pública de Sergipe (SSP-SE), através da Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal (Ceacrim), analisou e questionou os números do Anuário Brasileiro de Segurança Pública, divulgado na última quarta-feira, dia 23, que destacou Sergipe como o quinto estado mais violento do Brasil. Após fazer a avaliação dos dados e entrar em contato com a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), que tem na sua base de dados a fonte para o resultado da pesquisa, a SSP comprovou equívocos nos números relacionados ao estado de Sergipe. Segundo a coordenadora do Ceacrim, Jucicléia Correa Melo, na transferência de plataforma dos dados da Senasp as informações foram corrompidas e divulgadas mesmo assim. "Verificamos que durante a mudança de plataforma da Senasp, que era local e se tornou ...

Continue lendo

Cárcere privado em Aracaju: o preparo da polícia fez toda a diferença!

Bom marido, um pai prestativo, cidadão de bem e, de repente, um maníaco depressivo. O caso do sequestro da jovem Cristielane Caetano Mota Santos, 21, levou Sergipe a ser assunto em rede nacional e trouxe à sociedade sergipana um questionamento inquietante: o que leva um cidadão, aparentemente tranqüilo, a cometer um ato de loucura como este? Longe de querer discutir os aspectos psicológicos que, sem dúvidas, cercam o caso, a verdade é que a ação da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), através das forças policiais envolvidas, e de órgãos como a Defensoria Pública, OAB e SAMU, foi extremamente bem sucedida à luz da concepção na qual estava baseada: preservar a vida dos envolvidos. A literatura policial estabelece que nem todo causador de crise é um criminoso em potencial. Relacionamentos interpessoais mal r...

Continue lendo

Integração do Governo garante segurança de vítima de cárcere privado

[caption id="attachment_9805" align="aligncenter" width="575" caption="Ações da SSP garantiram segurança da vítima de cárcere privado / Foto: Ascom - SSP"][/caption] Sergipano que é sergipano sabe: no nosso Estado, a segurança está em primeiro lugar. Prova disso são as diversas ações coordenadas pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP) e realizadas com grande competência pela equipe policial do nosso Estado. E hoje, não foi diferente. Pondo fim quase 30 horas de agonia e sofrimento, policiais civis e militares, em parceria com a Defensoria Pública do Estado, Corpo de Bombeiros e SAMU, conseguiram que José Elígio dos Santos, 31, libertasse sua ex-mulher Cristielane Caetano Mota Santos, 21, da casa onde a mantinha em cárcere privado desde a manhã da última segunda-feira, 18. Foi por volta das 14h45 que o ...

Continue lendo

João Eloy presta esclarecimentos sobre entrevista de Floro Calheiros ao Cinform

Na tarde desta segunda, 14, o Secretário de Estado da Segurança Pública (SSP), João Eloy, prestou esclarecimentos em entrevista coletiva à imprensa acerca da reportagem veiculada pelo Jornal Cinform. Nela, o foragido Floro Calheiros faz acusações sobre a ação da polícia na tentativa de prendê-lo na divisa entre Bahia e Minas Gerais, em junho do ano passado. Rebatendo as afirmações inverídicas feitas por Floro, o secretário destaca que nenhuma ação policial visa a morte do indivíduo intimado. A ação policial busca, antes de tudo, fazer cumprir a lei. Especificamente no caso Floro, João Eloy afirma ainda que em nenhum momento, o trabalho da polícia foi de executar o foragido, como declarado em entrevista ao jornal anteriormente citado. O intuito é garantir a população que um cidadão em débito com a justiça pagu...

Continue lendo