Notícias

Segurança no Pré Caju 2013 é garantida!

Durante 4 dias, de 17 a 20 de janeiro, sergipanos e turistas lotarão a avenida Beira-Mar para a maior prévia carnavalesca do Brasil. Ao longo dos anos, o Pré Caju evoluiu muito, tornando-se um gigantesco evento que fortalece nosso turismo, movimenta a economia local, gerando negócios e oportunidades de trabalho para muitos sergipanos. Na mistura de ritmos, que vai do axé à musica eletrônica, passando pelo forró e sertanejo elétricos, há espaço e diversão para todas as idades, em uma ampla estrutura de bares, camarotes, arquibancadas, além do esperado percurso de blocos e trios. E até quem não conhece a sua história se rende à alegria, mostrando que, de um jeito ou de outro, todo mundo ama essa festa. Assim como acontece em eventos com grande participação popular, a Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) mo...

Continue lendo

Código Disciplinar da Polícia Militar: um debate que a sociedade precisa enfrentar

Carlos Cauê* Ao enviar o projeto de lei que cria o Código Disciplinar da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe para a Assembleia Legislativa, o Governo do Estado abriu um diálogo importante com a sociedade sergipana. O Código Disciplinar cumpre um papel fundamental ao deixar as coisas claras: o que a sociedade e a corporação esperam do policial e o que o policial pode esperar de sua corporação e da sociedade. Ele respalda e legitima as ações da imensa maioria dos integrantes da Polícia Militar. É matéria, portanto, cujo grau de importância, deveria impedir a sua banalização eleitoral. No entanto, parte da corporação e setores da oposição parecem não ter compreendido ou aceitado isso. Jogando para a torcida, tentam fazer acreditar que o Código é uma agressão institucional, uma tentativ...

Continue lendo

Nota de esclarecimento sobre os salários da PM/SE

O salário divulgado pela Folha de São Paulo, na edição deste domingo, dia 13 de fevereiro, no valor de 2.437,50, refere-se ao soldado não engajado e sem a contabilização e qualquer triênio, cuja situação não é mais encontrada na Polícia Militar sergipana. O último concurso foi realizado em 2005, com a formação da primeira turma. Um ano depois, a última turma foi composta, sendo esta formada pelos policiais mais recrutas da Instituição, que já seguem para o seu segundo triênio. Se formos levar em consideração o soldado mais contemporâneo na PM de Sergipe atualmente - da turma de 2006 e seguindo para o seu segundo triênio -, o valor bruto recebido gira em torno de R$ 3.180,00. Secretaria de Estado da Segurança Pública / Governo de Sergipe.

Continue lendo

Outra Versão sobre o aluguel do Ceac Móvel

[caption id="attachment_9620" align="aligncenter" width="575" caption="Interior do Ceac Móvel - Foto: Ascom/SEAD"][/caption] Em resposta à matéria publicada pelo Jornal Correio de Sergipe no domingo, dia 3, referente aos investimentos realizados pela Secretaria de Estado da Administração na unidade móvel do Centro de Atendimento ao Cidadão (CEAC), o Governo do Estado esclarece que o contrato de locação do ônibus se deve a uma política pública de expansão das suas ações para promover a inclusão por meio de serviço gratuito às populações menos assistidas do Estado de Sergipe, beneficiando milhares de cidadãos. O Ceac-Móvel é um veículo tipo ônibus, adaptado, que leva às oito Regiões do Estado os serviços do Governo aos cidadãos. A transmissão de dados é feita via satélite com dois links de 1 MBPS, sendo um...

Continue lendo

João Eloy presta esclarecimentos sobre entrevista de Floro Calheiros ao Cinform

Na tarde desta segunda, 14, o Secretário de Estado da Segurança Pública (SSP), João Eloy, prestou esclarecimentos em entrevista coletiva à imprensa acerca da reportagem veiculada pelo Jornal Cinform. Nela, o foragido Floro Calheiros faz acusações sobre a ação da polícia na tentativa de prendê-lo na divisa entre Bahia e Minas Gerais, em junho do ano passado. Rebatendo as afirmações inverídicas feitas por Floro, o secretário destaca que nenhuma ação policial visa a morte do indivíduo intimado. A ação policial busca, antes de tudo, fazer cumprir a lei. Especificamente no caso Floro, João Eloy afirma ainda que em nenhum momento, o trabalho da polícia foi de executar o foragido, como declarado em entrevista ao jornal anteriormente citado. O intuito é garantir a população que um cidadão em débito com a justiça pagu...

Continue lendo