Notícias

Mensagem de Marcelo Déda na abertura do Ano Legislativo 2013

Versão em Áudio Ouvir | Baixar Aracaju, 18 de fevereiro de 2013   Excelentíssima Senhora Presidente da Assembleia Legislativa do Estado de Sergipe, Deputada Angélica Guimarães, Excelentíssimos Senhores Deputados componentes da Mesa Diretora desta Casa, Excelentíssimas Senhoras Deputadas, Excelentíssimos Senhores Deputados, Senhores Representantes dos demais Poderes do Estado de Sergipe e demais Autoridades, Senhores Secretários de Estado, aqui presentes, Senhores Servidores, desta Casa de Leis e do Governo do Estado de Sergipe,   Senhoras e Senhores, Pela sétima vez, dirijo-me a esta Casa para cumprir o dever constitucional de encaminhar a vossas excelências a Mensagem de Abertura da Sessão Legislativa, dando início aos trabalhos deste ano. Este ano, no entanto, é especial para...

Continue lendo

O Proinveste, o investimento e o Brasil

[caption id="attachment_14869" align="alignnone" width="700" caption=" Ricardo Lacerda é professor do departamento de econômia da UFS (fonte: Infonet)"][/caption]   por Ricardo Lacerda* Não há muita controvérsia hoje sobre a urgência em recuperar o investimento no Brasil. Todos analistas e forças políticas, independentemente de coloração partidária, entendem que retomar os investimentos é o principal desafio que o país tem para enfrentar, sem efeitos mais dramáticos, as turbulências da economia mundial que vêm provocando desemprego em massa e perda de direitos da população nos países mais diretamente afetados pela crise financeira. O Gráfico apresentado sintetiza a trajetória declinante do investimento brasileiro desde que o agravamento da crise na Zona do Euro gerou uma onda de pessimismo imp...

Continue lendo

O bom empréstimo e a boa política – por Antônio Carlos Valadares

No decorrer da semana o twitter postou mensagens do governador Marcelo Déda defendendo a importância do empréstimo do governo no valor de R$ 700 milhões que encaminhou à Assembléia Legislativa para a execução do Proinveste, um programa do BNDES, apoiado pela presidente Dilma, para estimular as atividades econômicas em 17 estados, entre os quais o nosso Estado de Sergipe. O resultado será a melhoria das condições de vida das populações dos estados beneficiados. Esse crédito concedido a Sergipe foi uma oferta do governo federal em virtude das condiçôes excepcionais apresentadas pelo nosso equilíbrio fiscal, como o pagamento em dia de dívidas contraídas no passado, e adequada capacidade de endividamento. Muito embora ferido por uma grave e inesperada enfermidade, ao colocar perante os parlamentares argumentos fortes...

Continue lendo

#PROINVEST: ainda falta Sergipe

Como forma de retomar o crescimento do país e não permitir que a crise econômica atinja o Brasil com a mesma força que está afligindo outros países no mundo, o Governo Federal anunciou, em junho deste ano, que iria injetar recursos em obras de infraestrutura em alguns estados. Foram selecionados, a partir de análise da Secretaria do Tesouro Nacional (STN), 21 estados. Sergipe está entre eles. E isso só foi possível graças à atual gestão que está conseguindo arrumar as contas do Estado e, em um esforço de 6 anos, criou condições fiscais e financeiras saudáveis que permitem a Sergipe contratar o Proinvest de forma totalmente responsável. Porque o momento é favorável? Principalmente pelas condições de financiamento desta linha de crédito. O programa prevê que os Estados terão 20 anos para liquidar, com um ano ...

Continue lendo

Governador discursa na abertura da sessão da Assembléia Legislativa

[caption id="attachment_4964" align="aligncenter" width="575" caption="O governador Marcelo Déda discursou durante a solenidade de abertura da sessão na Assembléia Legislativa de Sergipe. Ele apresentou um balanço da sua gestão no ano de 2009 aos parlamentares./ Foto: Márcio Dantas"][/caption] Em um longo discurso, Déda fez um balanço dos três primeiros anos de seu governo, além de apresentar um panorama das ações programadas para 2010. O governador destacou que, diferente de administrações anteriores, os projetos executados passaram por ampla discussão entre Estado e sociedade civil, sendo ouvidos movimentos sociais, comunidades afetadas e conselhos, numa mescla salutar de democracia participativa e representativa. Outro ponto ressaltado é a impessoalidade da administração. “Nos três anos agora completados, não fo...

Continue lendo